Arquivo da tag: Casal;

Já que é dia de post romântico por aqui, que tal comemorar bodas de papel(1 ano de casadinhos) com um ensaio fotográfico com corações em papel? Fofo e original. <3

7222d1460617bea52f498ad6463ed76f

Imagem: Pinterest

 


Sem Categoria

#CoisasdeCasal

coisas de casal

 


Sem Categoria

6
mar 2013

Muitas mulheres se sentem amarradas pelos mitos e preconceitos sexuais, um desses mitos diz que a mulher deve ter uma atitude passiva na relação. Isso geralmente se associa com outro tipo de conduta das mulheres, mais audaz, ativa e sem preconceitos e até com promiscuidade ou prostituição. Há algumas mulheres – segundo especialista – que em razão da sua idade ou da sua experiência, são mais ativas. Mas a maioria ainda tem uma atitude passiva. Estes preconceitos restringem a sexualidade e impedem que estas mulheres desfrutem do corpo como uma zona erógena completa e rica em novas sensações. Mas não se preocupe: existe um jeito para solucionar isso.

É muito comum casais não conversarem sobre assuntos relacionados ao sexo, mesmo quando estão atravessando momentos de crise e tédio. Inclusive, é provável que ambos tenham as mesmas necessidades e desejos. Por ficar amarrados aos preconceitos impostos por uma suposta normalidade, nenhum dos dois quer dar o primeiro passo. Por que você não tenta conversar sobre isso com seu parceiro? Fantasiem juntos sobre uma relação diferente e digam um ao outro o que fariam e deixariam o outro fazer. Da conversa para a prática… é um pulo. Uma vez acesa a chama da excitação, tudo será mais fácil.

Depois de um tempo juntos, a maioria dos casais se queixa da rotina sexual, mas não faz nada para melhorá-la. Você está procurando novos horizontes e zonas erógenas? É ele quem está negando ou é você que não tem tentado? Você tem medo de parecer mais atrevida e ele achar que você é viciada em sexo ou algo do gênero? Não se assuste. Muitas mulheres têm os mesmos medos que você. Isso se deve aos preconceitos culturais sobre os papéis da mulher e do homem nas relações sexuais. Vá lentamente; ele certamente lhe mostrará seus limites. Os casais que se permitem explorar mais, podem enriquecer muito a relação. Principalmente quando se exploram zonas do corpo dos dois – não só dele – que nem sequer pensávamos em incluir na aventura sexual. Quem sabe seja a hora de tentar.

Fonte: Discovery mulher

Sem Categoria

 

Você acredita que a fórmula secreta para um relacionamento feliz e duradouro é fazer listas? Um grupo de pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, afirma que despender 21 minutos no ano, em três listinhas, para escrever sobre seu casamento é a chave para a felicidade matrimonial.

Pode até parecer simpatia de final de ano, mas segundo o estudo, que por dois anos contou com a ajuda de 120 casais, juntos há mais de 11 anos, para quem segue a ‘lição de casa’ à risca, o processo funciona mesmo.

Para constatar a tese, a cada 4 meses, os pesquisadores pediam para quem os voluntários escrevessem como estava o casamento, se andavam felizes com o nível de amor, intimidade, confiança, paixão e comprometimento. O passo seguinte era escrever sobre os últimos meses e o principal desentendimento, sob a perspectiva de uma pessoa neutra pensar em como resolver os problemas.

E não é que deu certo. A cada novo encontro os casais se sentiam mais felizes com o relacionamento. No entanto, apesar dos casais gastarem, em média, apenas 7 minutos por tarefa, no segundo ano, metade dos casais não seguiu o ritual de escrever algumas linhas sobre o casamento e uma queda de satisfação foi notada.

Para quem acha que basta fazer uma listinha de críticas para colocar o relacionamento ‘nos eixos’, os pesquisadores notaram que quando os problemas eram apenas apontados, sem que fosse uma maneira de acertar as coisas, aquela felicidade crescente começou a estagnar e, em alguns casos, até diminuir. Viu só, que tal começar a listinha?

Fonte: Vila mulher

Sem Categoria

 

Manter um relacionamento presencial nem sempre é fácil, agora imagine preservar uma relação à distância. Casos de namorados, noivos e até mesmos maridos e esposas que moram longe um do outro, se tornam, a cada dia, mais comuns – especialmente, na era das redes sociais pela internet.

Mas qual será a fórmula mágica para garantir um relacionamento feliz e duradouro, mesmo a quilômetros de distância? O segredo pode estar em atitudes e pensamentos práticos e, para sua sorte, sites como o eHarmony lhe ajudam nessa tarefa. Confira algumas dicas capazes de assegurar o sucesso de relacionamentos à distância:

- Esteja presente. Use e abuse dos recursos disponíveis para mostrar que “quem quer estar junto, não precisa, necessariamente, estar perto”. E-mail, telefone, carta, redes sociais, SMS… Tudo pode ser utilizado como ferramenta para entrar em contato e demonstrar interesse pelo parceiro.

- Controle o ciúme. Qualquer relacionamento, presencial ou à distância, possui sua taxa de ciúme. O importante é não perder mais tempo tentando controlar o parceiro por meio de ligações e questionamentos, do que desfrutando de momentos agradáveis. Lembre-se de que se vocês estão juntos, é por vontade própria – afinal, ninguém investiria em uma relação à distância por comodidade.

- Entenda os motivos da distância. A maioria dos casais que mora longe um do outro deve isso a propostas profissionais. Saiba aceitar os motivos dessa “separação” e aprenda a incentivar os projetos de seu parceiro. Além disso, o inclua em suas escolhas, mesmo que seja para avaliar prós e contras de propostas e não apenas comunicar suas mudanças.

Há ainda os que iniciaram o romance já distantes. Para eles, em um primeiro momento, pode parecer mais fácil aceitar a situação. No entanto, inseguranças e questionamentos podem surgir. Quando isso ocorrer é preciso sentar, conversar e entender o porquê. Afinal, a distância existe, mas não precisa – nem deve – ser entrave.

Via: Free Digital Photos.

- Controle os gastos. Tenha consciência de que não há amor que resista a contas telefônicas astronômicas e quantias absurdas dedicadas a passagens aéreas ou rodoviárias. Converse com seu parceiro e combine um cronograma de encontros, de acordo com a realidade financeira de cada um. Outra opção é buscar por planos telefônicos com boas tarifas para ligações a longa distância.

- Saiba aproveitar oportunidades. Quando for visitar seu parceiro, não deixe de visitar pontos turísticos e fazer passeios alternativos para conhecer novos lugares. Além disso, tire proveito do seu próprio tempo longe do parceiro para se dedicar a tarefas prazerosas ou educativas. Faça cursos, vá à academia leia e invista naquilo que te faz bem.

- Use a saudade à favor do relacionamento. Ao invés de se lamentar por estar longe, que tal fazer planos para quando se encontrarem? Desperte o seu lado romântico e criativo e busque novas formas de demonstrar os seus sentimentos: escreva cartas, prepare surpresas ou mande cartões, por exemplo.

- Não confunda liberdade com falta de compromisso. Mesmo não tendo o parceiro ao seu lado 24 horas por dia, tenha consciência de que certas atitudes poderão deixá-lo chateado. Aprenda a respeitar o limite entre liberdade x desapego e não se aproveite da falta de cobrança cotidiana para mentir ou omitir atitudes. Lembre-se de que a confiança e sinceridade são os pilares de qualquer relacionamento, seja ele presencial ou à distância.

Esse artigo é um oferecimento da Equipe eHarmony para uso exclusivo do blog Manu Damasceno.


Sem Categoria

Sabia que abrir um vidro de azeitonas ou lavar a salada pode ser mais sedutor do que imagina?

Atividades que exibem o que o homem consegue executar com as mãos deixa a amada bem “tentada”. A atitude fica mais efetiva quando ele envia a mensagem de que além de habilidoso, está louco para agradar a parceira. #ficaadica

fonte: Nova

Sem Categoria

Precisando revigorar os músculos e diminuir a fadiga e tensões do dia? Pois é isto que uma boa noite de sono faz. Veja como fazer o cérebro reaprender a deixar você e seu amado, descansarem feito bebês:

- ter um quarto que diz: “Vem cá, vem – Deixem somente o necessário para um bom descanso. Em outras palavras, tentem abrir mão da tevê, do som e dos livros no criado-mudo.

- deixar o trabalho da porta para fora – Se não puderem esquecer as tarefas profissionais depois do expediente, determinem uma hora para terminar os afazeres. Depois disso, esqueçam.

- assinar um acordo de paz – Escolher uma roupa de cama que os façam se sentir aconchegados é essencial. E, se vivem disputando as cobertas, não tenha dúvida: cada um com o seu edredom.

Fonte: Nova

Sem Categoria